Shirobako [Review]

Demorou, literalmente, um ano para eu terminar de assistir, mas valeu a pena insistir.


Shirobako é um anime original produzido pelo estúdio P.A. Works e dirigido por Tsutomu Mizashima. Ele conta com 24 episódios, de 24 minutos cada, e foi exibido durante outubro de 2014 e março de 2015.

A série conta a história de um grupo de cinco amigas que no colegial fizeram a promessa de trabalhar com animes quando crescerem, cada uma em uma área específica. O ponto de vista do enredo é mais focado na personagem, Aoi Miyamori, que atualmente trabalha como assistente de produção em um pequeno estúdio de animação. Em poucas palavras, Shirobako, é um anime que fala sobre a produção de animes.

Por ele falar sobre a indústria japonesa de animação, não fica de fora as condições as quais são feitos esses desenhos, como o excesso de trabalho dado aos animadores e o curto prazo entre a finalização e a exibição nas televisões. Shirobako tenta ser bastante abrangente sobre como é feito uma animação: falando sobre a rivalidade 2D vs. 3D; sobre a hierarquia nos animadores; sobre a sonoplastia; sobre os direitos autorais quando é uma adaptação; sobre a relação produtor/diretor; sobre as pesquisas prévias para a montagem do roteiro e a criação de cenários, entre outros detalhes essências para que aquele desenho possa ser realizado. É uma série para quem quer saber mais sobre os bastidores desse meio de entretenimento, porém ele vai além da explicação de como é feito um anime/animação.

Shirobako também fala sobre a importância de fazer o seu trabalho de forma bem-feita, principalmente se você está em um trabalho coletivo. Mostrando que cada função, mesmo que mínima, tem um impacto no todo. A série relaciona isso com a desmotivação/frustração dos funcionários, que esse trabalho mal feito está ligado com bloqueio criativo, ou baixas condições de trabalhos, ou a própria descrença da pessoa com ela mesma e o que ela escolheu para fazer da vida.


E para mim, esse é o ponto de Shirobako, o dilema humano de: “O que eu quero da minha vida? Qual é o meu sonho?”. Essas cinco amigas têm o sonho de trabalhar com anime, porém só duas de fato estão trabalho com isso. Uma trabalha com a área que escolheu, o 3D, porém fazendo peça de carros. Outra quer ser dubladora, mas nunca é chamada para um papel. A terceira ainda está na faculdade e fica ansiosa para entrar logo no mercado de trabalho. São várias frustrações muito reais na vida adulta. O único porém é como as personagens lidam com esses empecilhos, visto que elas estão em um pais que o individuo se sustenta como garçonete, vendedora, caixa, trabalhos pouco valorizado aqui no Brasil. Elas não têm tanta a preocupação de sobrevivência.

Também tem a protagonista, Aoi Miyamori, que apesar de estar trabalhando com o que, supostamente, era o desejo dela, demonstra o sentimento de estar perdida. Visto que ela não se encaixa nos pré-requisitos esperado de alguém que trabalha com animação (animadora, roteirista, dubladora etc), ela simplesmente quer fazer o que for necessário agora, sem uma perspectiva do que fazer no futuro. O dilema de não saber começar um projeto, mas querer fazer parte de um.

Pessoalmente, Shirobako conversou muito comigo, visto que eu estou nessa posição de precisar sobreviver, mas querer seguir o meu sonho e ao mesmo tempo não saber como chegar nesse objetivo. Fica a reflexão para que também sofre esse dilema, assista.

Por fim, a produção. Como um anime que fala de outros animes, obviamente a produção não deixa a desejar. A animação está no padrão, com alguns picos com a animação que eles estavam fazendo dentro do anime (sim meio doido). Na questão sonora, um detalhe para o uso das músicas só em momentos específicos, dando mais significado a cena. Porém, tenho uma queija a dublagem da personagem que quer ser dubladora (que irônico), ela parecia bem forçada, as vezes chegava a incomodar um pouco. Uma outra ressalva é que o anime é muito explicativo, e todas aquelas explicações em japonês legendado cansa bastante. Sendo que o começo da série, para mim, foi muito lendo e desinteressante.

Apesar disso Shirobako foi uma série muito importante de assistir, e se você deseja trabalhar com animação é um anime muito recomendado. Ele está disponível, completo e legalmente, no Crunchyroll.

Quando o cliente pede para amanhã o que é feito em uma semana.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.