Boruto [01-24 / Review]

Mas então, vamos ver “qualé” desse tal de Boruto.


Boruto: Naruto Next Generention (A próxima geração), teve a estreia do seu anime em 5 de abril de 2017 e conta atualmente com 44 episódios lançados. Produzido pelo estúdio Pierrot (O mesmo do seu antecessor), ele ganhou uma nova direção com Noriyuki Abe e Hiroyuki Yamashita, além de um roteiro diferenciado do mangá, também em publicação.

A história, como o próprio nome já diz, é a saga da nova geração da Vila da Folha, mais especificamente com os filhos dos personagens principais da obra antecessora. (Naruto, caso acha dúvida.) Acompanhamos a aventura de Boruto e da sua turma da Academia para se tornarem os novos ninjas da folha.

Quando Boruto foi ganhando força, recebendo um mangá regular e um anime semanal, eu era umas das pessoas, ainda sou em certos pontos, que achava completamente desnecessário. Ficar em cima de uma obrar famosa, só a desgasta e cria pontas soltas, principalmente uma com um final tão impopular como a de Naruto.

Mas em uma noite, na procura de um Shounen bobo para aliviar a cabeça, me deparei com ele no Crunchyroll e consegui maratona-lo, assistindo dois arcos completos. E desses 24 episódios eu posso disser que ele é OK. Porém, ele não é feito para o(a) marmanjo(a) que cresceu assistindo Naruto e agora está nos seus 20 e mais alguma coisa, o meu caso. O que me vez assistir e me entreter com Boruto foi a forte nostalgia da época de escola que eu voltava para casa e assistia um episódio atrás do outro de Naruto, da época que eu podia fazer isso sem sentir culpa por “”desperdiçar”” o meu tempo. Além de eu ter parado de assistir o Shippuden logo no começo, e só ter acompanho o resto por spoiler, me dando uma distância maior entre as dois animes.


Essa série é para uma nova geração assistir. A própria forma que ele é trato é mais atual e moderna, sem todo aquele drama e sofrência dos anos 90. Os personagens agem mais de acordo com a idade deles, como as crianças que te fato são, a própria dublagem puxa mais para o lado infantil. O primeiro arco é quase um slice of life na Vila da Folha. Apesar da introdução cafona, o anime não tenta ser sério e isso joga muito a favor dele, além dele focar de verdade nos novos personagens deixando a velha geração como plano de fundo.

Vou admitir uma coisa, eu estou preferindo o novo trio principal do que o antigo. Apesar de serem uma cópia estética dos pais, eles meio que melhoraram a personalidade do progenitores, principalmente a Sarada. (Quem eu estou apaixonada com tamanha fofura.) E o ponto forte da série animada, nesse quesito, é que eles colocaram personagens completamente novos e deram destaque a eles, dando mais cara nova a essa série.

A animação apesar de ser visivelmente feita a toque de caixa, para um episódio novo todo semana, se sustenta, entregando alguns taijutsu bem interessantes de se ver quando precisa e aberturas/encerramento que você não tem vontade de pular.

Boruto: Naruto Next Generation é uma forma alternativa de introduzir uma nova geração no universo ninja de Naruto, não tentando ser ousado eu superar o antecessor, o que o favorece em muitos aspectos. Ele está sendo distribuído pela Crunchyroll toda semana, se você quiser conferir.

Olha a fofura dessas crianças.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.